quinta-feira, 24 de junho de 2010

Documentos médicos nas matrículas escolares

Há dois anos, a Sociedade Portuguesa de Pediatria tomou uma posição pública sobre alguns documentos e atestados médicos para a matrícula escolar de crianças, exigidos especialmente em creches e infantários particulares ou IPSS. Embora na altura houvesse algumas manifestações das entidades competentes em promover algumas alterações a estas exigências, tanto quanto se sabe, estas situações poderão continuar a ocorrer. Desse modo, é bom alertar os pais de que estes documentos pedidos pelas escolas, pouca ou nenhuma utilidade têm, sendo até desprovidos de sentido. Convém ler:

Comunicado da direcção da Sociedade Portuguesa de Pediatria
Ler em : O bebé filósofo

1 comentário:

Margarida disse...

Muito obrigada, Maria José!

Vou passar a informação - que é muito importante e ajuda a desburocratizar todos estes processos kafkianos em vemos envolvidos.

Bjs e tudo de bom

A autoridade não se impõe, conquista-se

Arquivo do blogue